Evolução Humana

Recomeçando o texto... para não deixar pistas de quem disse isso, direi apenas ser um profundo conhecedor de biologia e genética, que pode ter informações privilegiadas devido a sua formação e carreira profissional...

Tal homem em algum lugar onde eu estava contou algumas curiosidades sobre o corpo humano, que segundo ele são traços da evolução... contou sobre quando pulamos e caímos com força com os pés no chão, sentimos um frio correndo a espinha... segundo ele, esse frio é o impulso nervoso que não encontrou um rabo... contou sobre os dentes do ciso, que algumas pessoas não tem mais, pois com a alimentação cada vez mais refinada, leve, necessidades energéticas e alimentares diferentes, tecnologias, talheres... não precisamos mais de uma mandíbula tão grande quanto nossos antepassados, por isso ela está diminuindo, e com isso nossa arcada dentária, nossa boca...

Também existem alterações em nossa coluna vertebral... vértebras que antes eram soltas se fundiram na grande vértebra sacro-coccígea... nossos corpos tendem a diminuir, afinal não precisamos mais de tanta força... temos máquinas para tudo... a 100, 200, 300 anos atrás, os homens seriam muito maiores, mais fortes... todo trabalho exigia muito mais força... hoje não precisamos derrubar árvores, cortar lenha para o fogão, algo que eu cheguei a conhecer no sítio da minha avó... nossa geração já presenciou mudanças enormes... eu me lembro do meu pai no trabalho datilografando em uma máquina de escrever... eu acho que cheguei a escrever algumas palavras em uma, mas... hoje um notebook é quanto mais leve e menor, e faz algumas coisinhas que uma máquina de escrever não faz... até para dirigir hoje é mais leve com a direção hidráulica... a 50 anos atrás os carros eram do tamanho de uma SUV atual... ou maiores...

A Neurologia já constatou que o cérebro humano evolui em camadas, apenas crescendo, nunca eliminando aquilo que já foi construído... a diferença dos nossos cérebros para nossos antepassados é que conforme o tempo passa, vão sendo colocados mais tijolos... o último ainda em desenvolvimento é o córtex pré-frontal... a tendência é de nossos sucessores possuirem um crânio mais avantajado para acomodar esse cérebro cada vez maior. E uma boca menor, mandíbula menor... corpos menores... a diferença é brutal quando comparamos o homem com o macaco... macacos possuem corpos enormes e crânios pequenos, mandíbulas também grandes em relação ao crânio... nossas mandíbulas são menores, crânio maior, corpo menor... essa diferença proporcional tende a se acentuar conforme nosso fenótipo se altera adaptando-se a diferença ambiental que vivemos. Sim, porque a ciência já entendeu isso... as diferenças genéticas entre nós e os macacos são bem pequenas... até os ratos e porcos são geneticamente assustadoramente parecidos conosco... na verdade a ciência já entendeu que os genes não são tão diferentes entre todos os seres... a evolução, o meio, no nosso caso também a inteligência e tecnologia geram as diferenças.

Hoje em dia tentamos com sacrifício manter um corpo forte, fazer academia, praticar esportes para manter um corpo saudável... porém apenas pela aparência, pela atração ao sexo oposto. Não precisamos mais de músculos, nosso trabalho depende do cérebro. Não precisamos mais de corpos tão grandes, mas de cabeças, cérebros maiores. Vejamos os asiáticos, tão inteligentes e com corpos pequenos, músculos fortes mas pequenos. Chineses, japoneses, praticantes de artes marciais com músculos muito fortes, definidos e ainda assim pequenos. Mas uma inteligência, conhecimento e sabedoria enormes.

Seguindo os passos da evolução humana, de onde veio e para onde vai, não é difícil fazer um esboço do ser humano do futuro. Corpos cada vez menores, cabeças cada vez maiores... e bem diferentes... mandíbulas pequenas e crânios grandes... se estiver difícil de imaginar o resultado, faça um desenho e pense um pouco se o resultado não lhe é familiar... experimente tirar o cabelo... sim, afinal serve apenas de enfeite, e mesmo como enfeite logo irá perder o sentido... mesmo para as mulheres...

Afinal, a beleza das mulheres serve apenas para atrair os homens. Mas os homens estão cada vez mais perdendo o interesse nas mulheres, não apenas os homossexuais, mas também os heterossexuais, estão cada vez mais cansados das mulheres, decepcionados. As mulheres que encontramos por aí, para sexo está cada vez mais fácil, uma beleza, mas encontrar uma companheira, uma parceira, uma mulher com quem vale a pena dividir o mesmo teto e uma mesma vida, está cada vez mais difícil... e elas não estão preocupadas com isso, não importa se os homens não querem essas mulheres modernas como companheiras... afinal elas não querem mais depender de homem nenhum, não querem mais "ser a mulher de" ninguém, não querem ser submissas, querem ser independentes... as mulheres, cheias de complexos e revoltadas contra a natureza, não querem mais ser mulheres. As mulheres querem ser homens, querem viver, agir, pensar e trabalhar como homens, assumir papéis masculinos no trabalho, na família... não querem mais cuidar dos filhos, não querem mais cuidar de netos, aliás não querem mais ter filhos, engravidar é um grande problema daqueles que se empurra com a barriga até a última hora, e elas só se preocupam com isso quando bate o desespero e percebem que em pouco tempo não poderão mais engravidar. Mas como não tem homem, recorrem a bancos de espermas ou em último caso adoção.

Relacionamentos estão ficando complicados demais, as esperanças estão acabando, quanto mais as pessoas sofrem maior fica o medo de tentar de novo, casamentos e amores acabam, decepções proporcionais a ilusão que temos na esperança de encontrar alguém... depressão, suicídio, crimes passionais... e tudo isso pra que? Relacionamentos que acabam, filhos que não aguentam mais os pais, que também não se suportam... ter filhos pra quê? Já tem gente demais no mundo, o problema agora é controle de natalidade. Relacionamentos só causam problemas. Logo, talvez não em 10 anos, mas nesse caminho, onde as pessoas cada vez mais irão resolver suas necessidades sexuais através de brinquedos, consolos, bonecas infláveis, bucetas de borracha, filmes pornô, revistas, sexo com outra pessoa apenas casual, superficial, apenas sexual, sem sentimento, sem relacionamento, assim todos resolvem seus problemas sem dor de cabeça, sem sofrimento, apenas prazer.

Logo o sexo irá perder o sentido, afinal será cada vez menos prazeroso. Sexo casual para causar arrependimento no dia seguinte, doenças venéreas, sofrimento, morte lenta e dolorosa... em algumas décadas sexo será algo raro. Será apenas para reprodução mesmo, como acontece na maioria das espécies animais. Será rápido, apenas para suprir a necessidade de novos seres. Afinal com órgãos artificiais ou clonados, cultura de tecidos, tecnologia avançada na Medicina, as pessoas irão viver cada vez mais. Será um mundo de seres baixinhos, de corpos miúdos e grandes cabeças de crânios enormes, sem cabelo, sem emoção, sem alegria, sem sofrimento, seres ultra racionais, verdadeiras máquinas humanas, frias e calculistas. Sexo, amor, família, amizades, prazer, diversão, alegria, tristeza, sofrimento, lazer, tudo será coisa do passado. Bem, lazer talvez não... talvez existam jogos cerebrais para divertir o cérebro, algum tipo de xadrez do futuro, jogos de video-game ou algo nessa linha...

Não deve ser tão ruim assim... afinal, se nossos antepassados conhecessem a vida moderna iriam achar tudo muito estranho. Famílias em guerra, casais separados, filhos de mães solteiras, relacionamentos casuais... para as pessoas de 500 anos atrás nossa realidade seria bem esquisita... eles, acostumados com as matas, os rios, árvores, água, cavalos... iriam ficar pensando o que tem de tão divertido em um carro, uma piscina, jogos em uma tela... onde está a família, a comunidade? O quê, você mal sabe o nome do seu vizinho? O quê, quanto tempo gasta para malhar o corpo? Pra quê, você não caça animais, não corta lenha, não constrói sua casa? Que trabalho é esse que você fica sentado o dia inteiro, conversa pelo telefone com pessoas que nunca viu pessoalmente? Que vida é essa?

Nós certamente iríamos estranhar muito a vida em sociedade daqui a 100 anos. A 100 anos atrás as coisas eram bem diferentes, pense bem como era em 1909... conseguimos imaginar um pouquinho... bem pouco... mas bem mais do que o futuro... mas se for muito difícil imaginar, basta prestar atenção no pouco que sabemos graças a alguns visitantes que recebemos hoje em dia, que não sabemos de onde ou de quando vêm... mas podemos ter uma boa noção do futuro da nossa humanidade, e para onde essa vida moderna, de industrialização, informatização, digitalização e igualdade sexual está nos levando. Igualdade sexual... pois é... era isso que as feministas queriam, e estão conseguindo: igualdade entre homens e mulheres.

A nossa volta está a realidade e as consequências dessa igualdade, o impacto na sociedade, no futuro da humanidade... pra ajudar quem não tem uma imaginação tão fértil e ainda não entendeu, coloco a disposição ai do lado a imagem de uma mulher do futuro. Ela mandou agradecer as mulheres que queriam igualdade entre homens e mulheres, e disse que as mulheres conseguiram. Igualdade total. Ela disse que no futuro é até difícil saber quem é homem e quem é mulher... não dá nem pra levantar a saia, porque mais ninguém usa saia. E também não ajudaria, porque embaixo da saia, onde hoje ainda existe uma grande diferença entre homens e mulheres, ela disse que no futuro são todos iguais, só sobrou um buraquinho pra mijar...

indigo coelho voador
28/12/2009
.pdf : arquivo para impressão
Filosofia : menu de textos
CoelhoVoador.net : página inicial
TocadoCoelhoVoador.blogspot.com : meu blog